“Nila Branco” cantora e compositora, uma das vozes mais belas da MPB “Lilith”

Lilith“, Deusa, demônio, a “primeira mulher de Adão”, associada a ventos e tempestades. Este é o nome escolhido para o 10º (décimo) trabalho da cantora goiana Nila Branco que tem 25 anos de carreira. Concebido para ser um álbum majoritariamente de compositoras, Lilith conta com músicas das experientes Laura Finocchiaro (RS) e Sylvia Patricia (BA) e as novatas Karine Bizinoto (TO), Juliana Lima(SP), Tainá Pompêo (GO) e da própria Nila, que criou 06 (seis) músicas das 10 faixas que compõem o CD.

Gravado em meio a Pandemia de Covid-19, entre2020 e 2021, Álbum Lilith da cantora Nila Branco, aborda o universo feminino sobe diversos ângulos, que vão do amor, puro e simples de “Libertar” (Nila Branco/Beto Marcio), ao desencanto das relações humanas como em “Fale” (Tainá Pompêo), chegando a ser dançante em alguns momentos como em “Amor é…” (Sylvia Patrícia), lembrando a Nila do inicio da carreira.

Produzido por Leandro Carvalho, Lilith já esta presente em todas as plataformas digitais e também em lançamento físico que pode ser adquirido no Mercado Livre.

Sobre Nila Branco
A cantora goiana Nila Branco lançou seu primeiro CD Nila Branco 1998, inaugurando a era da música pop no estado de Goiás. Em 2001, a música “Diversão” incluída na trilha sonora da

novela “Desejos de mulher”, da REDE GLOBO, ficou entre as 10 mais executadas nas rádios de todo o país. A partir daí, vieram os contratos com gravadoras, os shows, os programas de TV’s nacionais, Jô Soares, Ana Maria Braga, Serginho Groisman, Bem Brasil, MTV, Adriane Galisteu, Marcos Mion, Music Box Brazil, Todo Seu, etc videoclipes, músicas em novelas do SBT e TV Record.

Nos anos seguintes vieram novos trabalhos, como o  CD Seus olhos, (2003), o CD Tudo o que eu quis, (2004), o primeiro DVD Nila Branco ao vivo, (2006), o DVD Confidência,(2009) que teve a  música Farsa, (Zeca Baleiro/Lúcia Santos) feita especialmente para a cantora.

Em 2012, foi lançado o CD Sete mil vezes, produzido pela artista e por Renato Faleiro. O DVD Sete mil vezes ao vivo, (2014), gravado em Goiânia, teve exibição em vários canais  de música brasileira e excelente repercussão Nacional e internacional.

Em 2018, chegou ao mercado o excelente CD Azul Anil, que veio recheado de canções inéditas, boas surpresas e teve ótimas criticas e aceitação na mídia. Nestes tempos bicudos, a Cantora Nila Branco, enxergou na pandemia uma janela para novos horizontes: Compôs músicas, fez imersão na produção de vários projetos, descobriu novas  habilidades e talentos. Nos últimos tempos teve uma rotina intensa: gravou um novo álbum, LILITH, lançado em junho do primeiro semestre de 2021; seu canto também emoldurou um espetáculo de dança, o projeto “Nega Lilu”.

Gravou uma série musical “Influências” homenageando ícones da música brasileira, como Rita Lee/Mutantes/Tutti Frutti, Lulu Santos, Cazuza/Barão Vermelho, Tim Maia e Legião Urbana, que já se encontra disponível, no IGTV/Youtube, da artista; fez várias lives gratuitas com parceiros musicais, dentre eles o Rock & Raiz, em parceria com o violeiro Almir Pessoa e Front Junior, disponível no YouTube; Trabalhou na produção/mediação do Festival Conexão Mulheres do Brasil 2ª  Edição, em São Paulo; lançou a convite da produtora cultural de São Paulo, Casa da Lua, a live “Nila Branco – Acústico Ao Vivo”, aonde interpretou obras consagradas de nada mais nada menos que Gonzaguinha, Djavan, Marina Lima, Vanessa Da Matta, além das sempre pedidas.

http://instagram.com/nilabranco/

http://facebook.com/oficialnilabranco

#ClickFato #ClaudeLopes #MPB #TaniaVoz #NilaBranco

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

LEIA TAMBÉM

Newsletter

Cadastre seu e-email e receba novidades.

Ⓒ Click Fato 2012 – 2021 | Desenvolvido por MAVICA