Harmonização Facial requer cuidados com exageros
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram

A busca cada vez mais frequente de um padrão de beleza desejado fez crescer a procura por preenchimento facial. Segundo pesquisas, essa busca quadruplicou no Brasil, passando de 72 mil para 276 mil ao ano, uma média de 31,5 procedimentos por hora. E não é para menos, um dos tratamentos mais queridinhos do momento entre celebridades e anônimos sem dúvida é a harmonização facial, nome dado ao conjunto de procedimentos usados para rejuvenescer o rosto de homens e mulheres através de procedimentos minimamente invasivos. Essa técnica promete mudar os traços e tratar o envelhecimento facial, caracterizado pela perda da elasticidade da pele, queda dos tecidos, músculos e gordura. É eficaz também para melhorar a projeção do queixo e da mandíbula, procedimento procurado por boa parte dos homens.

Famosos como como Alok, Gretchen, Thammy Miranda, Kelly Key, Carlinhos Maia, entre outros, já aderiram ao procedimento. Mas vale ressaltar que a harmonização requer cuidados redobrados, principalmente com exageros, afinal, o objetivo é harmonizar os rostos, não simplesmente alterá-los. “É preciso escolher um profissional capacitado que use produtos e técnicas adequadas. Temos que pensar também que o procedimento só deve ser realizado quando há indicação, pois não são todos que precisam. Rostos já alinhados vão se beneficiar mais com outras tecnologias como por exemplo o Ultraformer 3, um laser ou até mesmo um Bioestimulador de colágeno”, explica Dra. Iara Resende, dermatologista e especialista neste tipo de técnica.

Segundo ela, atualmente o procedimento tem sido muito procurado por homens e mulheres de todas as idades. “Em uma faixa etária de 30 a 45 anos, utilizamos mais para o embelezamento e a prevenção do processo de envelhecimento. Já para pessoas acima disso, fazemos um tratamento para melhorar rugas, subir o rosto e prevenir”, ressaltou a Dra. Iara.

Entre os riscos mais graves ligados ao erro no procedimento estão a aplicação incorreta dos produtos. Segundo a dermatologista, caso o ácido seja aplicado no lugar errado ou em quantidade acima da permitida, pode haver complicações futuras. “Um procedimento mal feito pode também ser decepcionante e causar uma imagem negativa da técnica. Além do risco de causar lesões de difícil reparação”.

Por isso, se você quer fazer uma harmonização facial, procure um especialista e lembre que devemos sempre focar na naturalidade e na busca por prevenção. A ideia da técnica é realçar a beleza facial.

Mais sobre a Dra. Iara Resende
Médica dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), nasceu em Coromandel, Minas Geais. Formada pela UNIUBE (universidade de Uberaba), fez residência em Clínica Médica no Hospital Municipal Carmino Caricchio (SP) e especialização em Dermatologia pela Santa Casa de São José dos Campos. Além de participar do Programa de Complementação Especializada em Tricologia (doenças do cabelo e couro cabeludo) pela FMUSP – SP.

Sempre se atualizando e buscando conhecimento através de novas técnicas em cursos e congressos nacionais e internacionais, a Dra. Iara Resende atua tanto na área clínica (doenças de pele, couro cabeludo e unhas) como também na dermatologia estética, tendo como principal objetivo melhorar a qualidade de vida dos seus pacientes.

Atualmente atende em São Paulo na clínica “New Life Prime – Iara Resende Dermatologia”, no bairro do Anália Franco e em Coromandel MG, na “Interclínica – Iara Resende Dermatologia”.

#ClickFato #HarmonizacaoFacial #DraIaraResende

Redação Click Fato
Redação Click Fato
%d blogueiros gostam disto: