“É Aí Que Tudo Vale A Pena”, Rafa Canovas, recorre ao groove e à tranquilidade do neo soul para aliviar pressões do “novo normal”
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram

“Diante de tantas pressões, ainda mais evidentes nesse momento de crise mundial, o que faz valer a pena estar aqui?” é uma das perguntas que o paulistano Rafa Canovas quer levantar em “é aí que tudo vale a pena”, seu segundo single. Condensando reflexões e sensações surgidas de contratempos do chamado “novo normal”, o artista dá mais um passo em sua jovem trajetória e levanta reflexões imersas em melodias influenciadas pelo neo soul e nu jazz.

“Ela representa uma necessidade de se expressar em meio ao turbilhão de coisas que vem acontecendo”, comenta o artista sobre a letra da faixa que revela-se uma ode às válvulas de escape ao entoar versos como: “Vontade de dizer o que eu penso/Coragem de sentir o que eu sinto”. “Todos nós temos nossos escapes. No meu caso, o que mais me instiga, é tocar, compor. Isso faz meu dia valer a pena”, conta.

O desejo de tirar do peito sensações nascidas em meio à quarentena causada pela pandemia do novo coronavírus rendeu também um vídeoclipe – gravado remotamente para continuar seguindo as orientações da OMS (organização Mundial da Saúde). O filme chega no final deste mês.

O lançamento de “é aí que vale a pena” sucede o single “Mentir Pode Ser Legal” – ambos com produção de ‘O Grande Babaca’, alcunha artística de Gabriel Olivieri.  “Tem uma ligação entre os single quanto à temática da letra. As duas tratam da  coragem e da vontade necessária pra enfrentar seus medos e demônios”, diz. A canção também ganhou um registro visual .

#ClickFato #RafaCanovas #EAiQueTudoValeaPena  #NovoNormal

Claudê Lopes
Claudê Lopes
Baiano de Itiúba, radicado em São Paulo há mais de 30 anos. Repórter, Web Designer, Produtor e Editor de conteúdo, Consultor Musical, Roteirista, Redator e Diretor de programa de Televisão.
%d blogueiros gostam disto: