Trio Corrente e Tiago Costa apresentam shows especiais no JazzB
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram

Nesta sexta, 31/01 e sábado, 1/2, a casa de jazz e música instrumental do centro de São Paulo recebe respectivamente os shows dos aclamados Trio corrente e Tiago Costa, que encerra a série Jobim 93 – Saudades do Brasil.

Sexta:
Tocando temas de seu disco mais recente, “Tem que Ser Azul”, e canções dos outros cinco trabalhos que coleciona em sua discografia, o Trio Corrente apresenta show no dia 31/01, sexta-feira. O disco gravado em Milão durante turnê de 2018 e que mereceu o elogio de figuras como o grande baixista do Jazz, Ron Carter, traz em seu repertório a boa união do samba-jazz dos anos 60 com o jazz moderno.

Vitorioso dos prêmios Grammy e Grammy Latino de 2014, na categoria Melhor Álbum de Jazz Latino, com o disco “Song For Maura”, que gravou com Paquito D’Rivera, O Trio Corrente fica ao lado de músicos que podem celebrar igual mérito como Tom Jobim e Eliane Elias, somente. Nos 18 anos de formação, Edu Ribeiro (bateria), Fabio Torres (piano e Paulo Paulelli (contrabaixo) já circularam com shows por Europa, Japão, Estados Unidos e América Latina. O trio se apresentará novamente no JazzB, no dia 07/02.

O amor, o sorriso e a flor de sua Bossa ou o sertão, o mato, a mantiqueira de seu Brasil profundo: a música de Jobim oferece muitas matizes da Terra Brasilis. Em busca de um olhar que mantenha o frescor destas obras já clássicas, a programação Jobim 93- Saudades do Brasil – homônima de um dos temas do disco “Urubu” – reúne destacados artistas da cena instrumental e do jazz para apresentarem homenagens e revisitarem seu repertório sempre tão atual, diverso, que olha a natureza, o meio ambiente e que celebra Villa-Lobos, Pixinguinha, Guimarães Rosa. Encerrando a série, o pianistaTiago Costa recebe a compositora e interprete Tatiana Parra para um show que homenageia Tom Jobim e abre o programação de fevereiro do JazzB.

Com Edu Ribeiro (bateria), Fabio Torres (piano) e Paulo Paulelli (contrabaixo).

 

Sábado:

Nesta apresentação inédita, dentro da série Jobim 93 – Saudades do Brasil, um dos mais importantes pianistas e arranjadores brasileiros, Tiago Costa, mergulha no trabalho de Jobim da década de 70, com especial ênfase nos discos “Matita Perê” e “Urubu”. Para a apresentação o músico convida a cantora Tatiana Parra.

“De maneira rudimentar, é possível dividir a obra do Jobim em três principais fases. Uma que engloba os primeiros anos e a fama internacional com a Bossa Nova; uma intermediária, na qual aflora a natureza e o impressionismo sinfônico, e a final, que envolve a produção dos anos 80 e 90. Todas verdadeiramente geniais e distintas entre si. Apesar de fã do Tom Jobim do início ao fim eu sempre tive um fascínio especial pela atmosfera e colorido desta segunda fase, que ocorre principalmente nos anos 70 e tem nos discos ‘Urubu’ e ‘Matita Perê’ dois momentos mágicos da música brasileira. Um prazer estar visitando este universo com músicos especialíssimos, escolhidos a dedo para esta apresentação”, diz Tiago Costa.

“É um negócio engraçado, estou realmente entusiasmado com esse disco… Como dizer, por exemplo, ‘Matita Perê’? Estou fazendo letras, coisa que nunca fiz com essa força. Fiz letras, sim, mas falando de Corcovado, etc.. ‘Matita’ fala outra linguagem; não é música romântica, não tem amor nem mulher. Claro que esta linguagem eu devo a muitas pessoas que admiro – a Guimarães Rosa, a Drummond, a Mário Palmério. Mas só se pode roubar a quem se ama”, fala de Tom Jobim (Livro “O Cancioneiro Jobim”).

Tiago Costa

Pianista e arranjador, tem trabalhos com inúmeros nomes da música brasileira, como Joyce, Léa Freire, Maria Rita, Rosa Passos, Dori Caymmi, César Camargo Mariano, etc.. Como arranjador teve sua obra executada por: OSESP — Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, Orquestra Jazz Sinfônica, Orchestre National D’ile de France, Copenhagen University Big Band, Ahn Trio (NY) e artistas como Milton Nascimento, Jane Monheit, Regina Carter, Mônica Salmaso & Pau Brasil, Edu Lobo, Stefon Harris, Stanley Jordan, Dave Liebman, Trio Corrente, Paulinho da Viola e Rosa Passos. articipou como pianista e arranjador do disco de estréia de Maria Rita, assim como nos trabalhos ganhadores do Grammy, “Segundo” e “Redescobrir”.

Tati Parra

A intérprete e compositora paulistana é conhecida no meio musical por participações em shows e discos dos mais variados nomes: Chico Pinheiro, Ivan Lins, Benjamim Taubkin, Fabio Zanon, Omara Portuondo, Mario Adnet, Rita Lee, passando por Toquinho, André Mehmari, Flavio Henrique, Fabio Torres, Zeli,Theo de Barros e dezenas de outros. Possui quatro discos lançados como solista – “Inteira” (2010), “Aqui“ (2011), “Lighthouse” (2014) e “Hand in Hand“ (2016) – os dois últimos gravados em Los Angeles, em parceria com o pianista armênio Vardan Ovsepian. Com este projeto recebeu o primeiro lugar no Achava Jazz Festival, da Universidade Franz Lizt (Alemanha), além de ter realizado turnês pelo Japão, Europa e Estados Unidos.

Com Tiago Costa (piano), Tatiana Parra (voz), Léa Feire (flautas), Fi Maróstica (contrabaixo) e Daniel De Paula (bate

 

SERVIÇO

Sex 31 de Jan, 22h | Trio Corrente
Ingressos: R$45 a R$ 50
Horário: 22h

Sáb 1º de Fev, 22h | Tom Jobim por Tiago Costa convida Tatiana Parra
Ingressos: R$40 a R$ 45
Horário: 22h

 

Rua General Jardim, 43 — República, São Paulo/SP

Telefone: (11) 3257-4290
http://jazzb.net/home
@jazzbclub

 

FONTE: JazzB

Imagens: Divulgação

clickfato
clickfato
Site de noticias em geral, sobre o cotidiano, voltado para noticias de cultura, entretenimento, música, politica, aviação e tecnologia. Informações inspiradoras, positivas e engraçadas também tem espaço. ► Entre em contato e envie o seu material: clickfato@gmail.com
%d blogueiros gostam disto: