Categorias
Geral Televisao

Programa Festa Popular com Nerivan Silva volta pra Rede NGT

Há mais de 20 anos no ar, Programa Festa Popular, volta a ser exibido na Rede NGT. Comandado pelo comunicador Nerivan Silva, faz um mix de artistas consagrados com novos talentos, além de receber muitas personalidades do meio artístico. Entre as atrações musicais, o programa traz também, entrevistas, humor, cultura nordestina e show de calouros, tendo como jurados empresários do meio artístico.

Nerivan foi um dos pioneiros a levar artistas nordestinos para a televisão, cantores que arrastavam multidões e mesmo assim não atraiam os olhares da grande mídia, tiveram suas portas abertas para aparecer na tv em seu programa, oportunidade para o artista e para seu público em assistir seus ídolos na tv.

Carismático, irreverente e um batalhador no mundo da música, Nerivan Silva, é um ferrenho defensor da cultura popular nordestina. “Eu falo a língua do povo, por isso o programa está no ar há tanto tempo, aqui passa do mais afamado ao iniciante na música e um espaço para o artista mostrar seu talento e seu sucesso” Disse o apresentador.

Caju & Castanha, Frank Aguiar, Anjinho dos Teclados, Washington Brasileiro, Pepe Moreno, Cristiano Neves, Acácio, e tantos outros estão sempre mostrando seus trabalhos no programa.

Serviço:
Programa Festa Popular com Nerivan Silva
Rede NGT
Sábados das 14h às 18h
SP 48.1 digital, RJ digital e NET, parabólica digital e SKY digital para todo o Brasil
Produção (11) 99286-2500 whats

#ClickFato #ClaudeLopes #NerivanSilva #ProgramaFestaPopular #RedeNGT

Categorias
Destaque Geral Musica

Clipe do Costume Blue celebra a insustentável leveza de “Chão”

A morte de um pai, o nascimento de uma filha. Tais acontecimentos se deram praticamente ao mesmo tempo para o letrista e baterista da Costume Blue, Cristiano Araujo, em 2017. Chão, faixa do álbum lançado em 2019, Ausência – título que sintetiza, aliás, a ideia de perda –, foi o modo com que o músico buscou artisticamente sublimar essa dualidade, conviver com sentimentos tão intensos e contrastantes. Viver o luto? Saudar a vida?

Passados quatro anos, a canção ganha versão em clipe lançado hoje no canal Youtube, com direção de Gabby Vessoni, artista radicada no Rio de Janeiro. Sem contar com imagens de shows atuais da Costume Blue, a videomaker (e cantora) compôs um painel em que a sucessão dos quadros sugere dualidade e ambiguidade. Combinou imagens da natureza (vida?), captadas pelo próprio letrista, e da solidão das cidades (morte?), obtidas em bancos de vídeos, que se amalgamam a imagens (de arquivo) da Costume Blue nos palcos.

Viver o luto? Saudar a vida? Se a letra de Chão (a partir da melodia de Marcelo Bulhões) é tomada pelo dualismo e pela aceitação do próprio impasse, o lançamento do clipe no atual momento – de um rastro avassalador de mortes pela Covid e da chegada de uma vacina – deslocou para contornos amplos (impossíveis de prever quando a canção foi lançada) a dualidade morte/vida.

Pedestres dispersos em qualquer cidade do mundo, um tronco de árvore, a mudez de um inseto, a solidão do rosto de uma mulher, a visão noturna de carros anônimos em uma avenida, uma revoada de pombos, a silhueta de uma bailarina – tais “quadros” formam um painel em que a própria indeterminação é afirmada. E se a melancolia da melodia é contrabalançada com lampejos de “esperança” por versos da letra (“o sol para avivar a velha estrela”, “brilho manancial”, “alteza em seu olhar”, “no fio da tarde, recolhe a minha mão”), as imagens do clipe levam o espectador/ouvinte a “não tomar partido”, ao mesmo tempo em que parece se combinar com a riqueza e amplitude sonora dos arranjos do tecladista Ricardo Marins. Assim, sugere uma experiência de celebração da “insustentável leveza” da vida e no que ela há de inevitável, a morte (o que não se confunde com aceitação da barbárie). No fim – talvez – celebração da própria beleza da finitude.

Costume Blue é:
– Ricardo Marins (piano, sintetizador, violão e vozes)
– Marcelo Bulhões (voz, guitarra e slide)
– Cristiano Araujo (bateria)
– Chico Lopes (contrabaixo)
– Alessandro Sá (guitarra)

#ClickFato #ClaudeLopes #CostumeBlue #Chao