Projeto Eu Digo X e o cantor Daniel iniciam Campanha de Doações

 

Além de ajudar ao diagnóstico precoce e tratamento de famílias com a Síndrome do X Frágil, o doador ainda recebe vários brindes

O Instituto Lico Kaesemodel, que desenvolve o Projeto Eu Digo X, voltado a conscientização e diagnóstico precoce da Síndrome do X Frágil, em parceria com o cantor Daniel – padrinho do Projeto, inicia a campanha de doações no Brasil. A campanha visa principalmente arrecadar valores para suprir os exames genéticos necessários para o diagnóstico da doença, que deve ser realizado no paciente e nos familiares.

Spots para rádio foram gravados pelo cantor, como forma de conscientizar a população a respeito da importância de ajudar na Campanha do Projeto Eu Digo X. “Dentro do Instituto Lico Kaesemodel trabalhamos com toda orientação dos familiares e também com o auxílio ao diagnóstico da Síndrome do X Frágil. Para esse diagnóstico são realizados alguns exames genéticos, da criança e também da família, para um mapeamento completo”, explica Rafaela Kaesemodel, Coordenadora de Captação de Recursos.  “A cada exame realizado, o custo varia de R$ 1.000,00 a R$ 5.000,00 reais, por isso, a necessidade de doações de montantes para o projeto. Por isso, toda ajuda é bem-vinda”, salienta.

A Síndrome do X Frágil é uma condição genética que afeta um a cada 3.000 meninos e uma em cada 6.000 meninas. Ela é causada pela falta de uma proteína no cérebro. Essa proteína deixa de ser produzida porque o gene responsável pela produção sofre uma mutação. O gene é encontrado no cromossomo X, transmitido pela mãe. Como consequência dessa mutação, há uma falha no desenvolvimento do sistema nervoso, levando a uma deficiência mental na criança.

Hoje, Projeto Eu Digo X atende em torno de 300 famílias, no total de 514 pacientes diagnosticados como X Frágil. “Sabemos que esse número é muito maior, como também muitas famílias desconhecem a doença. Nosso objetivo é ampliar o atendimento para o restante do país, e fazer com que as pessoas tenham conhecimento a respeito da Síndrome e sejam diagnosticadas corretamente”, explica.

Quem doa ao Projeto Eu Digo X, também ganha presentes. A campanha funciona da seguinte forma: doações de R$5 a R$10, ganha dois lápis. De R$11 a R$25 uma ecobag, para ganhar a camiseta do Projeto, basta doar de RS26 a R$40. Para a agenda, as doações são de R$41 a R$100. Acima de R$100 o doador recebe o kit completo, com todos os itens. Para doar é simples, basta acessar o site www.eudigox.com.br, e seguir os passos. O Instituto Lico Kaesemodel salienta que o valor do frete para o envio fora da cidade de Curitiba ficará por conta do doador.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

LEIA TAMBÉM

Newsletter

Cadastre seu e-email e receba novidades.

Ⓒ Click Fato 2012 – 2021 | Desenvolvido por MAVICA