Categorias
Destaque Politica slide

Ministros agiram na criação do PROS

pros_divulgacao_26092013_315

Ministros, empresários bem relacionados com o governo petista e parlamentares agiram nos bastidores para impulsionar a criação do Partido Republicano da Ordem Social, o PROS, o mais novo integrante da base da presidente Dilma Rousseff.

O novo partido será linha auxiliar de candidatos da base governista nos Estados, muitos deles de partidos grandes, o que transforma o PROS num chamariz para deputados, prefeitos e vereadores que podem mudar de sigla sem perder o mandato.

Entre os patronos do PROS estão o empresário José Batista Júnior, de Goiás, filiado ao PMDB, um dos donos do Friboi, a maior indústria de carnes do mundo, o deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP), condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no julgamento do mensalão a sete anos e dez meses de prisão pelos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção, além dos senadores Lindbergh Farias (PT-RJ) e Delcídio Amaral (PT-MS), e o governador do Ceará, Cid Gomes.

Uma planilha que circulou entre os organizadores do partido a qual o Estado teve acesso relata que os ministros Fernando Pimentel (Desenvolvimento,Indústria e Comércio Exterior), Ideli Salvatti (Relações Institucionais) e Gleisi Hoffmann (Casa Civil) também tiveram participação na montagem do PROS. Cada um ficou de orientar a filiação de pelo menos um parlamentar no Estado de origem. Pimentel será candidato a governador de Minas Gerais; Ideli deverá disputar uma vaga à Câmara; Gleisi, o governo do Paraná. Os três são do PT.

O mutirão a favor do PROS ocorreu depois que os governistas perceberam que poderiam perder ainda mais dinheiro do fundo partidário e tempo de TV com a criação do Solidariedade, partido montado pelo deputado Paulinho da Força (SP), que se declarou oposicionista.

Para ajudar o novo partido, a presidência do PR – partido de Valdemar Costa Neto – cedeu uma sala para Eurípedes Júnior, ex-vereador de Planaltina de Goiás (cidade a cerca de 50 quilômetros de Brasília) que vai comandar o PROS.

Na fase final do processo o PROS contou com o empurrão do empresário Júnior da Friboi, que será candidato ao governo de Goiás pela aliança PMDB/PT. Como o governador Marconi Perillo (PSDB) tem uma base com 20 partidos, Júnior passou a correr atrás do maior número de legendas que possam ajudá-lo. Uma delas é o PROS, que deverá receber pelo menos quatro dezenas de prefeitos, além de centenas de vereadores, eleitos no ano passado com a ajuda do empresário, que pertencia ao PSB. A saída de um dos sócios da Friboi do partido de Eduardo Campos para o PMDB foi comandada pelo vice-presidente da República, Michel Temer.

Por intermédio de sua assessoria, Ideli Salvatti informou que recebeu ontem em seu gabinete do Planalto o criador da legenda, “mas não atuou na busca de adesões”. Delcídio Amaral disse que já conversou com Eurípedes por telefone, mas não pessoalmente. Valdemar Costa Neto informou, pela assessoria, que não tem relação com os criadores do PROS. O ministro Fernando Pimentel disse que teve uma audiência com o deputado Ademir Camilo (MG), que o apresentou a Eurípedes. O assunto, segundo Pimentel, foi “o desenvolvimento de Minas”. Júnior da Friboi informou, pela assessoria, que está mais interessado é em fortalecer o PMDB. Já Gleisi e Lindbergh estavam viajando e não responderam.

 

Fonte: estadão

Categorias
Destaque

Record completa 60 anos com foco na reestruturação

Record-60-logo-nota

A mais antiga das grandes emissoras abertas nacionais ainda em atividade completa 60 anos no dia 27 de setembro, como agente de dois principais momentos do consumo de mídia no Brasil: foi seu pioneirismo que estruturou, nas décadas de 1950 e 1960, o hábito da população de sentar diante da telinha. E, com grande investimento na própria qualificação, agitou, no início dos anos 2000, a concorrência em um setor que parecia fadado ao domínio pleno de uma única rede de televisão.

Embora sejam seis décadas de uma rica história, do canal lançado em 1953 pelo empresário Paulo Machado de Carvalho à rede de televisão que hoje é exibida em 96% dos municípios brasileiros — e em mais de uma centena de outros países — a única referência em comum é a marca Record.  Após diferentes gestões, a emissora renasceu, da maneira como é conhecida atualmente, em 1991, quando foi comprada por Edir Macedo, empresário e fundador da Igreja Universal do Reino de Deus. Deixou, então, de ser um canal distribuído para a cidade de São Paulo e iniciou um projeto de expansão, que garantiu a vice-liderança em faturamento e de audiência televisiva.

 

Fonte: Meio e Mensagem

Categorias
Destaque

Estadão transforma blog ‘Jornal do Carro’ em portal

0a-a-a-a-jornal-carro

O blog ‘Jornal do Carro’ passou por reformulações e passou a ter status e formato de portal dentro do domínio online do Grupo Estado. A mudança não altera o formato do caderno homônimo criado em 1982 e publicado pela edição impressa do Estadão desde que o Jornal da Tarde foi encerrado.

Na nova fase, o ‘Jornal do Carro’ apresenta ao internauta sete canais principais: ‘Carros’, ‘Motos’, ‘Antigos’, ‘Mercado’, ‘Tabela JC’, ‘Serviços’ e ‘Marcas’. Dentro desses conteúdos serão publicadas notícias sobre lançamentos, momento da indústria, seguros, legislação, manutenção e avaliação de modelos. Pesquisas sobre preços podem ser realizadas.

Fonte: Comunique-se

Categorias
Destaque slide

Carlos Alberto Sardenberg renova contrato com a Globo

sanenberg

Carlos Alberto Sandenberg renovou seu contrato de trabalho com a Globo, o jornalista, que integra a equipe do “Jornal da Globo”, foi quem confirmou a notícia, o vínculo também se estende a Rádio CBN. Sardenberg foi o grande vencedor do prêmio Comunique-se 2013. O jornalista venceu nas categorias Apresentador de rádio; Jornalista de economia em mídia impressa; e Jornalista de economia em mídia eletrônica.